Site da USP
Departamento de Farmacologia Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto

Docentes do Depto. de Farmacologia

ALLINE CRISTINA DE CAMPOS

Graduada em Farmácia pela Universidade Federal de Juiz de Fora (2005), mestre e doutora em Ciências Biológicas (Farmacologia) pela Universidade de São Paulo (2006-2011) com período sanduíche na Universidade Complutense de Madri (Espanha – 2009-2010). Realizou estágios de pós-doutorado pelo Departamento de Infectologia e Medicina Tropical da Universidade Federal de Minas Gerais (2011-2013) e no Departamento de Biologia Molecular e Sinalização Neuronal no Instituto Max-Planck de Medicina Experimental na cidade de Göttingen- Alemanha (2014-2015). Participou do programa de visitas de curto prazo da Boehringer Ingelheim Fonds no laboratório do Prof. Dr. Gerd Kempermann no Centro de Terapias Regenerativas na cidade de Dresden-Alemanha (2013). É professora doutora do Departamento de Farmacologia da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (Universidade de São Paulo), onde desenvolve pesquisas na área de Neuropsicofarmacologia focada no estudo da participação de eventos plásticos do sistema nervoso central (neurodesenvolvimento, neurogênse adulta, cascatas intracelulares mediadoras de neuroproteção, remodelamento dendrítico, modulação neuroimune) nos mecanismos de ação de psicofármacos.

LINHAS DE PESQUISA

  • Papel de processos plásticos no Sistema Nervoso Central nos mecanismos de ação de psicofármacos
FELIPE VILLELA GOMES

Possui graduação em Farmácia pela Universidade Federal de Juiz de Fora (2008), mestrado (2009-2011) e doutorado (2011-2015) em Ciências Biológicas (Farmacologia) pela Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo. Desde 2015 faz pós-doutorado no laboratório do Dr. Anthony Grace, na University of Pittsburgh. Atualmente desenvolve pesquisa nos seguintes temas: esquizofrenia, dopamina, interneurônios GABAérgicos parvalbumina-positivos, período critico de neuroplasticidade, eletrofisiologia in vivo.

LINHAS DE PESQUISA

  • Estresse como fator de risco para o desenvolvimento da esquizofrenia
  • Substratos neurais envolvidos na (des)regulação do sistema dopaminérgico
FERNANDO DE QUEIROZ CUNHA

Professor Titular de Farmacologia da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto, Universidade de São Paulo, SP (FMRP-USP). Tem experiência na área de Imunofarmacologia, com ênfase em Doenças Inflamatórias, atuando principalmente nos seguintes temas: sepse, artrite reumatoide, mecanismos envolvidos em lesões tissulares, migração de leucócitos, resposta imune inata e citocinas. Membro das seguintes Academias de Ciência: Academia Mundial de Ciências (TWAS), Academia Brasileira de Ciência (ABC), Academia de Ciência do Estado de São Paulo, Academia Ribeirão-pretana de Ciência. Atualmente é coordenador do CRID – Centro de Pesquisa em Doenças Inflamatórias (CEPID-FAPESP). Coordenador do Instituto de Estudos Avançados ? USP- Polo de Ribeirão Preto, Consultor ad doc do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo, Financiadora de Estudos e Projetos, e CAPES. Representante titular da USP no Conselho do Parque de Inovação e Tecnologia de Ribeirão Preto. Publicou mais de 500 artigos científicos em revistas de circulação internacional, que receberam mais 20.000 citações, tendo índice H de 70 (Scopus).

LINHAS DE PESQUISA

  • Mecanismos envolvidos na migração de leucócitos em modelos inflamatórios
  • Sepse
  • Papel de citocinas na gênese da dor inflamatória
FERNANDO MORGAN DE AGUIAR CORRÊA

Graduado em Ciências Biomédicas pela FMRP-USP(1970); Mestrado em Farmacologia pela FMRP-USP (1973) e Doutorado em Farmacologia pela FMRP-USP(1975); Pós-doutorado no Laboratório do Dr. Solomon Snyder – Department of Pharmacology – Johns Hopkins Medical School – MD-USA (1980) e no Laboratório do Dr. Juan M. Saavedra – National Institute of Mental Health, MD-USA (1981) e Professor Titular do Departamento de Farmacologia da FMRP-USP (1994). Atualmente é orientador junto ao Programa de Pós-Graduação em Farmacologia da FMRP-USP e membro da Comissão Coordenadora do Programa. Tem experiência na área de Farmacologia, com ênfase em Neuropsicofarmacologia, atuando principalmente no seguinte tema: estudo do controle central da pressão arterial e dos correlatos cardiovasculares associados ao estresse. 

LINHAS DE PESQUISA

  • Estudo da neurotransmissão periférica
  • Estudo dos mecanismos centrais de controle da pressão arterial, aminas biogênicas e hipertensão
FERNANDO SILVA CARNEIRO

Possui graduação em Farmácia pela Universidade Federal de Mato Grosso (2004), mestrado (2006) e doutorado (2011) em Farmacologia pela Universidade de São Paulo. Realizou estágio no Medical College of Georgia, nos EUA (2007-2011) durante o período do doutorado. Desenvolveu o pós-doutorado no Departamento de Farmacologia da FMRP-USP com um auxílio Jovem Pesquisador financiado pela FAPESP. Atualmente, encontra-se como Docente do Departamento de Farmacologia da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto – (FMRP-USP). Tem experiência na área de Farmacologia, com ênfase em Farmacologia Cardiovascular e do baixo trato urinário. Atua, principalmente nos seguintes temas: 1) estudo dos mecanismos fisiopatológicos da disfunção erétil e a farmacologia de mediadores periféricos envolvidos no controle da ereção peniana e no baixo trato urinário; 2) estudo dos mecanismos de controle do tono vascular e suas alterações em diferentes situações patológicas como hipertensão, diabetes, insuficiência cardíaca, obesidade e na disfunção erétil.

LINHAS DE PESQUISA

  • Estudos dos mecanismos da disfunção erétil na insuficiência cardíaca
FRANCISCO SILVEIRA GUIMARÃES

Possui graduação em Medicina pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (1981) e doutorado em Farmacologia pela Universidade de São Paulo (1987). Atualmente é Professor Titular da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo (FMRP/USP). Tem experiência na área de Farmacologia, com ênfase em Neuropsicofarmacologia, atuando principalmente nos seguintes temas: óxido nítrico, ansiedade, glutamato, serotonina, canabinóides e estresse. É orientador dos Programas de Pós-graduação em Farmacologia e Saúde Mental, da FMRP/USP e membro titular da Academia Brasileira de Ciências e da Academia de Ciências do Estado de São Paulo.

LINHAS DE PESQUISA

  • Psicofarmacologia Clínica: modelos experimentais de ansiedade clínica e papel da serotonina na ansiedade
  • Psicofarmacologia Básica: estudo dos mecanismos neurais envolvidos nas respostas comportamentais de animais frente a eventos aversivos
GUSTAVO BALLEJO OLIVERA

Possui graduação em Medicina pela Universidad de La Republica, Uruguai (1981) e Doutorado em Farmacologia pela Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto-USP(1988). Foi bolsista da Fogarty International (NIH) em endocrinologia molecular(1982-1983). Atualmente é professor associado da Universidade de São Paulo, sendo seu interesse principal o estudo dos mecanismos de Comunicação Intercelular e o seu controle farmacológico; tem publicações em temas como receptores para hormônios e neurotransmissores, neurotransmissão no sistema nervoso autonômico e participação do oxido nítrico no controle da musculatura lisa visceral e vascular em condições fisiológicas e fisiopatológicas.

LINHAS DE PESQUISA

  • Identificação do(s) mediador(es) envolvidos na neurotransmissão não-adrenérgica e não colinérgica
  • Influência da gravidez sobre a regulação da reatividade vascular
  • Regulação dos receptores muscarínicos e da sintase de Óxido Nítrico
HÉLIO ZANGROSSI JÚNIOR

Possui graduação em Farmácia pela Faculdade de Ciências Farmacêuticas de Ribeirão Preto, Universidade de São Paulo (1986); mestrado (1990) e doutorado (1995) em Farmacologia pela Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto, Universidade de São Paulo. Fez estágios de doutoramento, do tipo sanduíche, na London School of Medicine, Inglaterra, e de pós-doutoramento pela Faculdade de Filosofia Ciências e Letras de Ribeirão Preto, Universidade de São Paulo e University of Otago, Nova Zelândia. Atualmente é Professor Doutor no Departamento de Farmacologia da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto, Universidade de São Paulo. Foi Coordenador do Programa de Pós-Graduação em Farmacologia da mesma Instituição de 2013 a 2017. Tem experiência na área de Farmacologia, com ênfase em Neuropsicofarmacologia, atuando principalmente nos seguintes temas: bases neurais das reações de medo e de ansiedade e substrato neural da ação de drogas panicolíticas e ansiolíticas.

LINHAS DE PESQUISA

  • Estudo das bases neurobiológicas do medo e da ansiedade, com ênfase nos processos fisiopatológicos subjacentes aos transtornos de pânico e de ansiedade generalizada
  • Estudo dos mecanismos de ação de drogas utilizadas no tratamento do pânico e da ansiedade
  • Análise do envolvimento da serotonina no processamento emocional
JOSÉ CARLOS FARIAS ALVES FILHO

Possui graduação em Farmácia e Bioquímica pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (2002), mestrado (2005) e doutorado (2007) em Farmacologia pela Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto, Universidade de São Paulo e pós-doutorado pela Division of Immunology, Infection and Inflammation – University of Glasgow. Atualmente é Professor Doutor da FMRP-USP. Membro da Sociedade Brasileira de Farmacologia e Terapêutica Experimental, da Sociedade Brasileira de Imunologia e da British Society for Immunology. Tem experiência na de imunofarmacologia e imunoregulação, atuando principalmente no estudo dos mecanismos envolvidos na gênese e na busca de novos alvos terapêuticos para o tratamento da sepse e de doenças autoimunes.

LINHAS DE PESQUISA

  • Farmacologia da Inflamação: o interesse nesta linha de pesquisa é entender os mecanismos celulares (neutrófilos, macrófagos, linfócitos e células endoteliais) e moleculares (alarminas, quimiocinas e citocinas) envolvidos na gênese da resposta infl
  • Imunofarmacologia: o interesse desta linha de pesquisa é estudar os mecanismos celulares (neutrófilos, linfócitos Th1 e Th17, macrófagos M1 e M2, celulas dendríticas e mastócitos) e moleculares (alarminas, quimiocinas e citocinas) envolvidos na pato
  • Imunodisfunção: o interesse desta linha de pesquisa é entender os mecanismos celulares e moleculares envolvidos na gênese da imunodisfunção pós-trauma, principalmente a imunossupressão pós-sepse, com o objetivo de identificar possíveis alvos par
JOSÉ EDUARDO TANUS DOS SANTOS

Professor Titular da USP, Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto, Depto. de Farmacologia. Médico, Anestesiologista, Mestre em Farmacologia, Doutor em Clínica Médica. Atua na área de Medicina e Farmacologia Cardiovascular. É Membro Titular da Academia Brasileira de Ciências.

LINHAS DE PESQUISA

  • Farmacologia clinica – Estudo de drogas de ação cardiovascular em pacientes portadores de doenças cardiovasculares (eventualmente outras), visando determinar seus mecanismos bioquímicos e seus efeitos. Neste sentido, também é estudada a farmacogenética destas drogas, visando examinar como alterações genéticas contribuem para alterar a resposta a drogas.
  • Farmacologia cardiovascular –  Realizamos estudos interdisciplinares de mecanismos envolvidos na sinalização mediada pelo óxido nítrico e moléculas associadas, incluindo nitritos e nitratos, em doenças cardiovasculares, particularmente na hipertensão arterial, mas também outras doenças, proporcionando uma perspectiva translacional.
LEONARDO RESSTEL BARBOSA MORAES

Possui graduação em Fisioterapia pela Universidade Católica Dom Bosco (2000), Mestrado e Doutorado em Farmacologia pela Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo (2001-2006). Como docente do Departamento de Farmacologia da FMRP-USP atua na área de Neurofarmacologia com ênfase em estudos que envolvem a Neuromodulação das respostas autonômicas associadas a reações de defesa. Além disso, atua particularmente estudando a interação entre os sistemas glutamatérgico e nitrérgico em estruturas supra-bulbares sobre as respostas autonômicas associadas com estímulos aversivos.

LINHAS DE PESQUISA

  • Controle central das respostas autonômicas associadas à reações de defesa
  • Interação dos sistemas glutamatérgico e nitrérgico no sistema nervoso central na modulação de respostas defensivas
  • Neuromodulação cardiovascular: influência sobre as atividades do barorreflexo e da atividade autonômica e neuroendócrina
MICHELE MAZZARON DE CASTRO

Professora Doutora da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto, Universidade de São Paulo. Pós-doutorado realizado no Departamento de Farmacologia da Universidade de Alberta, em Edmonton, Canadá. Possui mestrado (2005) e doutorado (2008) em ciências (área: Farmacologia) pela Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo. Têm experiência em Farmacologia, com ênfase em Farmacologia Cardiovascular, atuando principalmente nos seguintes temas: hipertensão arterial, metaloproteinases da matriz, estresse oxidativo, proteínas da maquinaria contrátil, remodelamento e disfunção cardiovascular.

LINHAS DE PESQUISA

  • Participação intracelular de proteases nas alterações cardiovasculares da hipertensão arterial
  • Farmacologia Cardiovascular e Hipertensão Arterial
NORBERTO CYSNE COIMBRA

Norberto Cysne Coimbra, formado em Medicina pela Universidade Federal do Espírito Santo (1988), Mestre em Ciências com Distinção e Louvor (Magister Scientiae, cum Laude) (Área de Concentração: Neuropsicobiologia) pela Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto-USP (1991), concluiu o Doutorado em Ciências (Scientiae Doctor) (Área de Concentração: Morfologia-Biologia Celular) na Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo (FMRP-USP) em 1995 (Departamento de Morfologia). Como ex-Docente do Departamento de Morfologia da FMRP-USP (1991-2001), trasladou-se para o Departamento de Farmacologia da FMRP-USP em 28/2/2001. Realizou Pós-doutorado no “Pain Imaging Neuroscience (PaIN) Group of the Department of Physiology, Anatomy & Genetics of the University of Oxford” (denominado “Human Anatomy & Genetics Department” até dezembro de 2005), de 09/01/2006 a 30/06/2006, e no “Centre for Functional Magnetic Resonance Imaging of the Brain (FMRIB) of the Clinical Neurology Department of the University of Oxford (Oxford, England, United Kingdom)”, de 01/07/2006 a 08/01/2007. Livre Docente em Neuroanatomia pelo Departamento de Cirurgia e Anatomia da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo (2010), exerceu o cargo de Professor Assistente Doutor na FMRP-USP de 1991 a 1995, foi Professor Doutor na FMRP- USP de 1995 a 2010, exercendo a partir de então a função de Professor Associado da Universidade de São Paulo, onde tem exercido suas atividades no Departamento de Farmacologia da FMRP-USP (desde meados de 2001). Após progressão horizontal na carreira em 2013, tornou-se Professor Associado III na Universidade de São Paulo. Publicou 112 artigos completos em periódicos especializados e 241 resumos em anais de congressos e periódicos científicos. Possui 11 capítulos de livros publicados. É “referee” de diversas revistas especializadas de circulação internacional (Neuropharmacology, Experimental Neurology, Neuroscience, Brain Research, Pain, Basic & Clinical Pharmacology & Toxicology, Anatomy Record, Clinical Anatomy, Journal of the Peripheral Nervous System, Braz. J. Med. Biol. Res., Pharmacology Biochemistry and Behavior, Physiology & Behavior, Nutritional Neuroscience, Progress in Neuro-Psychopharmacology & Biological Psychiatry, Neurocience Letters, e Journal of Neuroscience Methods, Journal of Pain), consultor ad hoc do CNPq e da FAPESP. Participou de vários eventos no exterior e no Brasil. Orientou 21 alunos de mestrado e 18 alunos de doutorado, além de ter orientado 4 alunos de pré-iniciação científica, 54 acadêmicos de iniciação científica, 7 alunos de aperfeiçoamento científico, 8 trabalhos de conclusão de curso (Bacharelado, Licenciatura Plena e TCC), e atuado como supervisor de 13 trabalhos de pós-doutorado concluídos, nas áreas de neuropsicofarmacologia, neuroeletroquímica, neuroanatomia e neurofisiologia, e supervisionou 8 alunos PAE. Recebeu 7 prêmios e/ou homenagens. Entre 1995 e 2018 coordenou 13 projetos individuais de pesquisa e um projeto temático (NAP-USP-Neurobiologia das Emoções-NuPNE), sendo que atuou como Pesquisador Principal ou colaborador em outros 5 Projetos Temáticos/Multiusuários. Atua na área de Psiconeurofarmacologia, Neuropsicobiologia e na área de Morfologia-Biologia Celular, com ênfase em Neuroanatomia Descritiva e Aplicada. Em suas atividades profissionais interagiu com cerca de 160 colaboradores em coautorias de trabalhos científicos. É membro Titular da Área de Pós-graduação em Neurologia da FMRP-USP, Membro titular da Comissão de Ética da FCFRP-USP, Membro suplente da Comissão de Ética em Pesquisa Animal da FMRP-USP, foi Membro Titular do Grupo de Apoio Pedagógico de Ribeirão Preto (GAP-RP-USP), é membro Titular do conselho do Departamento de Farmacologia da FMRP-USP. Pesquisador 1A do CNPq; Índice H: 31 (ISI web of science).

LINHAS DE PESQUISA

  • Neuroanatomia Descritiva e Funcional e Psiconeurofarmacologia das Redes Neurais que Elaboram o Medo, o Pânico e a Agressividade, e dos Circuitos Neurônicos que Controlam a Dor
RITA DE CÁSSIA ALEIXO TOSTES PASSAGLIA

Possui graduação em Farmácia – pela Universidade de São Paulo, Mestrado e Doutorado (1996) em Ciências Biológicas (Farmacologia) pela Universidade de São Paulo. Realizou estágios no Albert Einstein College of Medicine, NY – USA, University of Montreal – Clinical Research Institute of Montreal – Canada and Augusta University (Medical College of Georgia), GA – USA. É professora Titular da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP) – Universidade de São Paulo, Membro de Coordenação de Área da FAPESP (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado e São Paulo) e Membro da Academia Brasileira de Ciências. Tem experiência na área de Farmacologia e Fisiologia cardiovascular e Interesse direcionado à vias de sinalização que controlam a função vascular e suas alterações na hipertensão arterial, diabetes e obesidade. Interesses específicos: glicosilação com N-acetilglucosamina (O-GlcNAc) e (dis)função vascular, envolvimento de citocinas, endotelinas e aldosterona nas lesões de órgãos-alvo em doenças cardiovasculares, hormônios sexuais e (dis)função cardiovascular. 

LINHAS DE PESQUISA

  • O-GlicoNAcilação (O-GlcNAc) e (dis)função vascular
  • Papel de citocinas na disfunção do músculo liso corporal em doenças cardiovasculares (diabetes
  • hipertensão arterial
  • Papel de citocinas na disfunção do músculo liso corporal em doenças cardiovasculares (diabetes, hipertensão arterial, obesidade)
  • Envolvimento das endotelinas nas lesões de órgãos-alvo em doenças cardiovasculares: enfoque no processo inflamatório e estresse oxidativo
  • Sinalização intracelular pela testosterona em células de músculo liso vascular
  • Diferenças sexuais nas alterações vasculares funcionais e estruturais associadas ao diabetes e hipertensão arterial
  • Músculo liso vascular (vascular smooth muscle)
  • Hipertensão arterial (arterial hypertension)
  • Sistema endotelina (endothelin system)
  • Reatividade vascular (vascular reactivity)
  • Diferenças sexuais (sex differences)
  • Hormônios sexuais (sex hormones)
  • O-GlcNAc glicosilação (O-GlcNAc glycosylation)
THIAGO MATTAR CUNHA

Possui graduação em Farmácia-Bioquímica pela Faculdade de Ciências Farmacêuticas de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo (1999-2003), mestrado (2003-2005) e doutorado (2005-2008), pós-doutorado (2008-2010) e Livre-Docência (2016) em Farmacologia pela Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo. Professor Associado da FMRP-USP, Membro Afiliado da Academia Brasileira de Ciências. Membro da Sociedade Brasileira de Farmacologia e Terapêutica Experimental e da Associação Internacional para Estudo da Dor. Editor acadêmico de periódicos internacionais como Plos One, Frontiers in Pharmacology e Inflammation Research. Tem experiência na área de Farmacologia, com ênfase em Farmacologia da Inflamação e da Dor, atuando principalmente nos seguintes temas: Mecanismos envolvidos na gênese da dor inflamatória e neuropática. Mecanismos moleculares envolvidos nos efeitos dos analgésicos. 

LINHAS DE PESQUISA

  • Farmacologia da Inflamação e da Dor
  • Mecanismos moleculares envolvidos nos efeitos dos analgésicos
  • Papel de citocinas e leucócitos nas lesões observadas em doenças inflamatórias